Jair Rodrigues - Tristeza

[postlink]http://clipvinil.blogspot.com/2011/03/jair-rodrigues-tristeza.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=fMNxO6khuxgendofvid
[starttext]
Jair Rodrigues de Oliveira, nasceu em Igarapava, no dia 6 de fevereiro de 1939. No início da década de 60 foi tentar o sucesso na capital do Estado, e obteve-o participando de programas de calouros na televisão. Foi criado em Nova Europa, cidade do interior de São Paulo, onde morou até 1954; depois mudou-se com a família para São Carlos, onde pode começar sua carreira musical, pois a cidade possuía a melhor vida noturna de toda a região.

Sua carreira musical começou quando foi crooner no meio dos anos 50 no interior de São Paulo, na cidade de São Carlos, lá chegando em 1954 e participando da noite são-carlense que era intensa na época, também com participações na Rádio São Carlos como calouro e com apresentações, vivendo intensamente em São Carlos, até o fim da década. Em 1965, Elis Regina e Jair Rodrigues fizeram muito sucesso com sua parceria no programa O Fino da Bossa, programa da TV Record.

Em 1966, Jair participou do festival daquele ano com a música Disparada, de Geraldo Vandré e Théo de Barros, desta vez em conjunto com o Quarteto Novo. Conhecido por cantar sambas, Jair surpreendeu o público com uma linda interpretação da canção. Disparada e Banda, de Chico Buarque e interpretada por Nara Leão, eram favoritas. O festival acabou empatado. A partir daquele momento, sua carreira decolou e seu talento assegurou décadas de sucesso ao cantor. Jair lançou um álbum por ano e interpretou sucessos como O Menino da Porteira, Boi da Cara Preta e Majestade o Sabiá. Realizou turnês pela Europa, Estados Unidos e Japão. Em 1971, gravou o samba-enredo Festa para um Rei Negro, da Acadêmicos do Salgueiro, do Rio de Janeiro.

Nas décadas seguintes, sua produção diminuiu de volume; entretanto, Jair Rodrigues continua conhecido por sua grande energia e sua alegria contagiante.

Para saber mais: http://www.jairrodrigues.com.br

Conteúdo YouTube: TramaTV

Tristeza
(Haroldo Barbosa/Niltinho Tristeza)

Tristeza, por favor vá embora
Minha alma que chora
Está vendo o meu fim
Fez do meu coração a sua moradia
Já é demais o meu penar
Quero voltar à aquela vida de alegria
Quero de novo cantar
Lá Laiá Lá...
[endtext]

Um comentário:

NEIDE AZEVEDO disse...

TUDO QUE VC FAZ É PERFEITO.

PARABÉNS ESSA MÚSICA É LINDA.

ABRAÇO QUERIDO AMIGO.

Postar um comentário