Lenine - Esperanças perdidas

[postlink]http://clipvinil.blogspot.com/2010/05/lenine-esperancas-perdidas.html[/postlink]http://www.youtube.com/watch?v=DC-muvMGNfsendofvid
[starttext]
Osvaldo Lenine Macedo Pimentel, o Lenine, nasceu no Recife, em 2 de fevereiro de 1959. Cantor, compositor, arranjador e músico brasileiro.

Filho de um velho comunista e de uma católica praticante, criou-se porém uma espécie de détente na família. Até os 8 anos, os filhos eram obrigados a ir à missa com a mãe. Depois disso, ficavam por conta do pai: Marx era leitura obrigatória. Aos domingos, ouvia-se música de todo tipo - canções napolitanas, música alemã, música folclórica russa, Glenn Miller, Tchaikovsky, Chopin, Gil Evans, e mais tarde, Hermeto Pascoal e os tropicalistas.

Foi para o Rio de Janeiro no final dos anos 1970, pois naquela época havia pouco espaço ou recursos para música em Recife. Morou com alguns amigos, compositores. Dividiram por algum tempo um apartamento na Urca, depois uma casinha numa vila em Botafogo, famosa por ter sido moradia de Macalé e Sônia Braga. Depois foram para Santa Teresa.

Lenine teve seu som gravado por Elba Ramalho, sendo ela a primeira cantora de sucesso nacional a gravar uma música sua. Depois vieram Fernanda Abreu, O Rappa, Milton Nascimento, Maria Rita, Maria Bethânia e muitos outros.

Produziu "Segundo" de Maria Rita, "De uns tempos pra cá" de Chico César, "Lonji" de Tcheka, cantor e compositor do Cabo Verde, e "Ponto Enredo" de Pedro Luis e a Parede.

Trabalhou em televisão com os diretores Guel Arraes e Jorge Furtado. Para eles, fez a direção musical de "Caramuru, a Invenção do Brasil" que depois de minissérie, virou um longa-metragem. Participou também da direção do musical de "Cambaio", musical de João Falcão e Adriana Falcão, baseado em canções de Chico Buarque e Edu Lobo.

Em 2005, Lenine ganhou dois prêmios Grammy Latino: um pelo melhor disco de música brasileira contemporânea e outro pela melhor canção brasileira.

Esperanças Perdidas
(Délcio de Carvalho)

Quantas belezas deixadas nos cantos da vida
Que ninguém quer e nem mesmo procura encontrar
E quando os sonhos se tornam esperanças perdidas
Que alguém deixou morrer sem nem mesmo tentar
Minha beleza encontro no samba que faço
Minha tristeza se torna um alegre cantar
É que carrego o samba bem dentro do peito
Sem a cadência do samba não posso ficar

Refrão:

Não posso ficar,Eu juro que não
Não posso ficar eu tenho razão
Já fui batizado na roda de bamba
O samba é a corda e eu sou a caçamba

Quantas noites de tristeza ele me consola
Tenho como testemunha minha viola
Ai!Se me faltar o samba não sei o que será
Sem a cadência do samba não posso ficar!
[endtext]

6 comentários:

Luiza disse...

Oi amigo , adorei o video, vc só pode ser boêmio
trabalha na noite.Bjos

Ernesto disse...

lindo amei

ROSELI disse...

meu amor que coisa linda !!!
adorei muito, bom eu amo nosso samba, nao é a toa
que o mundo inteiro se curva diante da nossa musica.
obgda por este momento
sucesso!!!
bjos

sonia negrison disse...

Gostei Menino, é do meu tempo de adolescente.
Aliás, dancei muito essa música, mas não era com Lenine, acho que era com Os Originais do Samba, se não me falha a memória.Obrigada.Beijos....
Menina....

Chrisma-Sampa Brasil disse...

Olá!...como está você?.... Estou de muito mau humor em razão de conexão de Internet muito lenta!.... Eu já conhecia essa música com interpretação de [OS ORIGINÁIS DO SAMBA] é uma música gostosa de dançar!...Eu gostei muito dessa apresentação.... não comprometeu nada, e valorizou o cantor!....
Abraços mil!... para você!....
Chrisma-Sampa Brasil

fatimacar disse...

obrigado esse sanba e um dos melhores adorooooooo.....bjs sonia

Postar um comentário